Número total de visualizações de página

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Vítor Pereira não se considera o treinador do momento mas continua ambisioso na Champions

O treinador do FC Porto recusou, na conferência de antevisão ao jogo de amanhã frente ao Dínamo de Zagreb, assumir-se como favorito ao triunfo, apesar de liderar o grupo e do adversário ainda anão ter somado qualquer ponto.

«Isso do favoritismo é uma falsa questão. Sabemos bem das dificuldades que vamos sentir, num jogo que é determinante para os nossos objetivos, que passam por ficar no primeiro lugar. É isso que queremos. Por isso não vão existir facilitismos, vamos entrar com a guarda bem alta», afirmou Vítor Pereira, depois do treino matinal, realizado no relvado do Dragão.

E se não é o mau momento do adversário que leva o treinador dos portistas a pensar em facilidades, o bom momento que a formação azul-e-branca atravessa também não leva a euforias

«Se me sinto o treinador do momento? Não, sinto-me é como um treinador que trabalha todos os dias para evoluir e sinto-me igual ao treinador que era há um ano. Tenho noção que temos de trabalhar muito para dar resposta a estes desafios. Agora, por outro lado, a equipa em si quer continuar a fazer parte do grupo que soma 13 pontos, queremos continuar nesse estrito grupo e vamos trabalhar para manter esse nível. Queremos o primeiro lugar, como já disse», concluiu.
in A Bola

Sem comentários:

Enviar um comentário